Telefone: (11) 2295-9931 | (11) 9 5726-6578 End: R. Gonçalves Crespo, 226 (Próx. Metrô Tatuapé) | End: R. Cerqueira Cesar, 466 (Próximo ao Hospital Next Santo Amaro)
Ozônio, Ozônioterapia, Saúde em Geral

O potencial da terapia com ozônio para o tratamento de tabagismo

Realizar um tratamento de tabagismo eficiente é essencial para a saúde, tendo em vista que se trata de um vício severo, capaz de provocar vários problemas de saúde com consequências potencialmente fatais.

Com a atual pandemia de COVID-19, esse tipo de cuidado se tornou ainda mais importante, uma vez que a dependência em tabaco é um dos fatores de risco para a doença.

Reconhecida por seu importante papel no combate do tabagismo, a ozonioterapia também tem seu papel contra o coronavírus, sendo um recurso integrado altamente eficiente contra esses dois problemas!

A seguir, entenda os principais riscos da dependência em tabaco, sua relação com o COVID-19 e saiba porque o Ozônio Medicinal se destaca no tratamento de tabagismo. Boa leitura!

Quais os principais riscos da dependência em tabaco?

O tabagismo é considerado uma doença crônica, caracterizada pela dependência em nicotina.

De acordo com informações do INCA, mais de 50 patologias tem relação direta com esse tipo de vício. Dentre elas, destacam-se:

  • Doenças do sistema respiratório, como bronquite crônica, enfisema pulmonar, asma e infecções em geral;
  • Impotência sexual em homens e infertilidade em mulheres;
  • Complicações na gravidez;
  • Diferentes tipos de câncer, como da laringe, pulmão, faringe, esôfago, estômago, pâncreas, rim, fígado, colo do útero, bexiga e leucemia;
  • Úlceras no aparelho digestivo;
  • Menopausa precoce;
  • Osteoporose;
  • Problemas cardiovasculares, como infarto, angina, hipertensão, AVC, aneurismas e tromboses;
  • Catarata.

O tabaco favorece inflamações e prejudica significativamente a capacidade imunológica do organismo. Isso quer dizer que os fumantes sofrem com mais facilidade com infecções por vírus, bactérias e fungos.

Em uma situação de pandemia, esse tipo de risco é ainda mais significativo, já que os tabagistas não só têm mais chances de pegar a doença, como também de desenvolver os sintomas graves do COVID-19, por conta do comprometimento da capacidade pulmonar.

Essa relação, inclusive, já foi comprovada em um estudo publicado na China e divulgado no portal UOL, em que grupos de fumantes e não fumantes infectados foram analisados. A conclusão foi que o tabagismo torna a evolução da doença mais grave e com maiores índices de letalidade.

As amplas possibilidades da ozonioterapia também podem ser empregadas no tratamento de tabagismo, aumentando suas chances de cura e garantindo uma melhor recuperação para casos de coronavírus.

Por que a ozonioterapia é importante no tratamento de tabagismo?

Entre as inúmeras possibilidades oferecidas pela a ozonioterapia, o tratamento para tabagismo se destaca não só por combater o vício, mas também suas consequências.

Nessa área, o Ozônio Medicinal é adotado como prática complementar e integrativa. Ele visa tratar o paciente como um todo, e as intervenções têm como objetivo melhorar todo o conjunto de condições que acometem o organismo, atuando no bem-estar do indivíduo e contribuindo para o abandono da dependência.

Outra característica importante da ozonioterapia é a sua capacidade de ativar e recuperar o sistema imunológico, que é significativamente atingido pelo tabaco. Esse benefício evita as consequências mais graves do fumo.

Além disso, por atuar na regeneração celular e estimular a oxigenação do sangue, o ozônio também é capaz de reverter algumas das principais consequências do vício, recuperando órgãos como pulmões, coração, entre outros.

No caso do coronavírus, que é agravado pelo consumo de tabaco, todos esses benefícios também atuam em prol da recuperação dos pacientes.

Ao contrário do que muitos acreditam, não é apenas o sistema respiratório que é afetado pela COVID-19, mas o organismo como um todo, dada a manifestação sistêmica da doença. Isso torna a ozonioterapia ainda mais importante no seu combate, já que sua frente integrativa de ação fortalece todo o organismo.

O Ozônio Medicinal ainda conta com um poderoso efeito antimicrobiano, o que não só previne e evita o agravamento dos quadros de COVID-19 mas também garante proteção contra diveros tipos de doenças que podem facilmente ser adquiridas pelos fumantes.

Ficou interessado nos benefícios da ozonioterapia para o tratamento de tabagismo ou do COVID-19? Então venha para a Clínica Dr. Ozônio e agende a sua consulta com quem é referência nacional na área!

Não perca também as atualizações do nosso blog para ficar por dentro de tudo sobre o assunto.

Previous ArticleNext Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *