Telefone: (11) 2295-9931 | (11) 9 5726-6578 End: R. Gonçalves Crespo, 226 (Próx. Metrô Tatuapé) | End: R. Cerqueira Cesar, 466 (Próximo ao Hospital Next Santo Amaro)
Destoxificação, Saúde em Geral

Cetose: o que é e porque ajuda a reduzir a inflamação no corpo

Quando o corpo tira energia da gordura ao invés da glicose ele entra no estado de cetose. Isso pode ajudar no combate de peso, uma vez que o uso de carboidrato é bastante restrito. Já ouviu falar ou sabe da dieta cetogênica e na cetose?

Se você tem curiosidade em saber mais sobre o assunto, confira este post que elaboramos para explicar tudo o que ela é e quais benefícios pode oferecer para o seu corpo. Confira!

O que é a dieta cetogênica e o estado de cetose

Um processo natural do organismo que produz energia a partir de gordura na ausência de glicose disponível. Este é o estado de cetose, que pode ocorrer por causa de períodos de jejum ou em dietas restritas e pobres em carboidrato.

A glicose é a principal fonte de energia de nosso corpo, mas quando ele não a encontra passa a produzir corpos cetônicos como alternativa – resultado da destruição das células de gordura. Por sua vez, os corpos cetônicos são levados para músculos e cérebro, colaborando para o bom funcionamento do organismo.

Uma pessoa em cetose passa a ter um cheiro semelhante à acetona, por exemplo. Um meio de confirmar a cetose é através do exame de sangue. De maneira geral, é considerada cetose quando existe mais de 0,5 mmol/L de corpos cetônicos.

A dieta cetogênica tem como objetivo colocar o corpo em estado de cetose, sendo composta principalmente pelo consumo de gordura (70%), proteína (25%) e bem pouco carboidrato (<5%).

O fígado converte os ácidos graxos dos alimentos e de sua gordura em cetonas, mantendo os níveis de glicose estáveis no sangue. Com isso, não há muita oscilação de insulina, responsável pela sensação de fome, falta de energia e compulsão por alimentos específicos.

Vantagens da dieta

 

A dieta cetogênica oferece uma série de benefícios ao organismo. Entre elas podemos citar:

Tem propriedade anti-inflamatória

As cetonas desativam algumas vias inflamatórias. Além disso, a gordura usada como combustível gera muito menos inflamação ao corpo.

Deixa o cérebro mais potente

A função cerebral é potencializada, pois a cetose estimula gênese mitocondrial (organelas que geram energia em suas células).

Reduz a gordura corporal

A grelina e a colecistocinina (CCK) são influenciadas pelas cetonas, as duas são hormônios que controlam a fome e a saciedade. Com a cetose completa, a fome deixa de ser uma necessidade urgente para um pensamento de fundo da mente. Isso contribui, principalmente, para a prática de jejum.

Aumenta os níveis de colesterol bom

O aumento do consumo de gorduras mais saudáveis na dieta cetogênica ajuda a aumentar os níveis de HDL, ou colesterol bom, no corpo. Os HDLs contribuem para migrar o colesterol ruim (LDL) da corrente sanguínea para o fígado, onde é quebrado e descartado ou reutilizado pelo organismo.

Além disso, a dieta cetogênica tem potencial em auxiliar em outros problemas como:

  • Acne
  • Alzheimer
  • Câncer
  • Diabetes
  • Doença cardíaca
  • Epilepsia
  • Lesões cerebrais
  • Obesidade
  • Parkinson
  • Síndrome dos Ovários Policísticos

Por se tratar de uma dieta bastante restrita é necessário um período de adaptação, sendo comum a ocorrência de náuseas, vômitos, diarreia ou prisão de ventre. Desta maneira, é fundamental que ela seja feita com o acompanhamento de um nutricionista, que fará adaptações e o controle de corpos cetônicos no organismo do paciente.

Acompanhe o blog da Saúde com Ozônio e tenha acesso a muitos outros conteúdos! Aproveite também para visitar o site Emagrecer Dr. Ozônio3.

Previous ArticleNext Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *