Telefone: (11) 2295-9931 | (11) 9 5726-6578 End: R. Gonçalves Crespo, 226 (Próx. Metrô Tatuapé) | End: R. Cerqueira Cesar, 466 (Próximo ao Hospital Next Santo Amaro)
Ozônio, Ozônioterapia, Saúde em Geral

Ozonioterapia para o tratamento de sinusite: conheça os benefícios

O tratamento de sinusite pode ser desafiador para grande parte dos pacientes, uma vez que muitas manifestações da doença tendem a ser persistentes e exigem que as intervenções sejam constantes.

Felizmente, a ozonioterapia oferece novas possibilidades nessa área médica, garantindo tratamentos mais eficientes e com resultados mais rápidos!

A seguir, saiba mais a sinusite, suas principais causas e sintomas, bem como o papel do Ozônio Medicinal no combate do problema. Boa leitura!

O que é sinusite?

A sinusite consiste na inflamação dos seios nasais, que são espaços localizados dentro dos ossos do crânio e da face preenchidos de ar e ligados à cavidade nasal.

O problema é caracterizado por dores de cabeça, corrimento nasal e sensação de peso no rosto, principalmente nos locais em que localizam-se os seios nasais, como maçãs do rosto e testa.

Seu surgimento é comum durante gripes, já que a patologia pode ser provocada pelo vírus Influenza. Também é normal que sua origem seja bacteriana, a partir de patógenos desenvolvidos nas secreções nasais acumuladas.

Quais as suas principais causas e sintomas?

Como mencionamos anteriormente, a origem da sinusite pode ser viral ou bacteriana. Há ainda a possibilidade de ela ser provocada por alergias.

A sinusite alérgica, inclusive, é a manifestação mais desafiadores da doença, já que é muito difícil determinar o que a está provocando. Como é difícil distinguir a sinusite de uma manifestação alérgica, o indicado é procurar tratamento depois que qualquer alergia perdure por mais de 7 dias.

Nessas situações, é normal que o paciente desenvolva sinusite crônica, que ocorre quando o problema perdura por mais de 3 meses.

É preciso manter-se atento aos principais sinais da sinusite e identificá-la o mais cedo possível, procurando um especialista para determinar a sua origem e indicar um tratamento adequado.

Além da sensação de peso no rosto e a produção de secreção nasal espessa, a sinusite ainda pode apresentar sintomas como:

  • Dor de garganta;
  • Perda de paladar e olfato;
  • Tosse;
  • Mau hálito;
  • Dificuldades para respirar pelo nariz;
  • Dor de cabeça.

Na sinusite bacteriana, é possível também que ocorra febre e tonturas. Nesses casos, as secreções nasais também ficam com uma cor esverdeada.

Como funciona o tratamento de sinusite com ozonioterapia?

O tratamento de sinusite tradicional inclui o uso de analgésicos, antibióticos, corticoides orais, sprays nasais, entre outros medicamentos que aliviam os sintomas e combatam a causa da doença.

Considerada já uma das principais modalidades terapêuticas para o combate da patologia, a ozonioterapia pode ser utilizada em conjunto desses recursos, aumentando a velocidade dos seus efeitos e sua eficiência!

O Ozônio Medicinal pode ser injetado nos seios nasais diretamente pelas narinas, através de uma seringa sem agulha. O primeiro efeito é uma drenagem significativa do muco acumulado, seguido de outros benefícios.

Conhecido como um dos mais poderosos virucidas e bactericidas existente, o gás combate o problema em sua origem, ao mesmo tempo em que reduz os sintomas e devolve o bem-estar dos pacientes.

A ozonioterapia alivia a febre, aumenta a quantidade de glóbulos brancos e estimula o sistema imunológico, contribuindo para o tratamento de sinusite tanto de infecções quanto de alergias.

Para se ter uma ideia de sua eficiência, em um estudo recente, publicado no US National Library of Medicine, 102 pacientes com sinusite foram tratados com ozonioterapia e 89% deles se recuperaram significativamente mais rápido do que aqueles tratados sem ozônio.

E você, quer ter acesso ao tratamento de sinusite com ozônio com quem é referência nacional na área? Então acesse o site da Clínica Dr. Ozônio e agende agora a sua consulta! Não deixe de conferir também as novidades do blog Saúde com Ozônio para ficar por dentro de tudo sobre o assunto.

Previous ArticleNext Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *