Telefone: (11) 2295-9931 | (11) 9 5726-6578 End: R. Gonçalves Crespo, 226 (Próx. Metrô Tatuapé) | End: R. Cerqueira Cesar, 466 (Próximo ao Hospital Next Santo Amaro)
Câncer, Ozônioterapia

Entenda mais sobre câncer no estômago na série as 20 mais

Saúde é uma das maiores preocupações dos brasileiros ao envelhecer. Segundo essa pesquisa divulgada pela Exame, cerca de 70% dos entrevistados receiam ter algum problema de saúde na velhice. Por isso, na Série Especial as 20 mais, abordamos as doenças mais fatais no Brasil e como é possível utilizar a ozonioterapia no tratamento delas. No texto de hoje, falamos sobre o câncer no estômago.

Em outros textos da série, falamos sobre derrame, câncer de próstata, doenças crônicas no fígado, pressão alta e diabetes mellitus. A ideia é fazer alertas sobre essas doenças, revelar seus fatores de risco e incentivar a prevenção, contribuindo para um futuro mais saudável no país.

O que é o câncer de estômago?

Também conhecido como câncer gástrico, o câncer no estômago se caracteriza pela presença de tumores, linfomas ou sarcomas no estômago. Esse tipo de câncer é o terceiro que mais atinge homens e o quinto entre as mulheres. Ao total são diagnosticados 20 mil novos casos por ano, segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA). Algumas das causas apontadas são:

  • Consumo de alimentos em conserva;
  • Consumo de alimentos conservados em sal;
  • Consumo de alimentos mal conservados;
  • Infecção causada pela bactéria H. Pylori.
  • O câncer de estômago se manifesta de três formas: adenocarcinoma, linfoma e leiomiossarcoma. O primeiro tipo acontece nas células secretoras. O segundo afeta o sistema circulatório e o último afeta os tecidos que dão origem a ossos e músculos.

    Tratamentos com Ozonioterapia

    Os tipos de tratamento variam de acordo com o grau das doenças, mas a aplicação da ozonioterapia pode ser local, através da água ozonizada, intravenosa, intramuscular ou por insuflação retal.

    A ozonioterapia é capaz de influenciar diretamente no metabolismo das células, auxilia no sistema imunológico. É um tratamento que promove a recuperação do organismo, combate as células cancerígenas e ajuda a reduzir o sofrimento dos pacientes.

    Os efeitos da Ozonioterapia são:

  • Melhora da imunidade;
  • Maior liberação de O2 e consequente melhora na atividade das hemácias;
  • Mobilização das células tronco e geração de eritrócitos diferenciados na medula óssea;
  • Melhora da capacidade antioxidante intracelular;
  • Aumento da liberação de Óxido Nítrico, que contribui para a atividade celular.
  • Fatores de risco no câncer de estômago

    Sabemos que o estilo de vida influencia muito na sua saúde. O clássico ‘alimente-se bem e pratique exercícios’ ainda é uma recomendação eficaz contra as doenças.

    No caso do câncer de estômago, algumas práticas podem ser muito nocivas, como uma alimentação salgada, com muitos defumados ou alimentos em conserva. Uma dieta pobre em frutas e verduras também é prejudicial e históricos familiares também devem ser levados em conta.

    Outro ponto importante são os sinais que o câncer manifesta, como fadiga, sensação de inchaço após a alimentação, sensação de saciedade mesmo após comer poucas porções, azia, indigestão, náuseas, dores no estômago e vômito persistente.

    Fique atento aos sinais que o corpo oferece e saiba mais em nosso blog, divulgamos sempre novidades sobre doenças e o tratamento com a ozonioterapia. Entre em contato sempre que tiver dúvidas. Nosso telefone é: (11) 4858-8000 e o nosso Whats (11) 95726-6578.

    Previous ArticleNext Article

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *