Preencha o Formulário

Receba um contato telefônico
em até 15 minutos!

O que é

A Ozonioterapia

A terapia com ozônio pode ser usada para complementar um tratamento, mas não é indicada para uma prática solo. Ela auxilia na eficácia de diversos tratamentos, graças ao poder da junção de 3 átomos de oxigênio. Atualmente a lista de males que podem ser reduzidos com o ozônio já passa de 200.

Desmistificando

A Terapia com Ozônio

As novas descobertas da ciência ajudam a alcançar a longevidade e melhorar a vida das pessoas, afinal são remédios, métodos, tratamentos e outras variáveis para que as dores, males psicológicos e muitos outros, para que sejam amenizados e até sanados. Dentre as novidades está o tratamento com ozônio, que promove muitas melhoras e surge como um acompanhamento dos cuidados da medicina tradicional.

História da

Terapia com Ozônio

1915

No ano de 1915, outro médico alemão, Albert Wolf publicou um livro que falava a respeito do uso medicinal do ozônio e durante mais de 50 anos, a ozonioterapia limitou-se, praticamente, à Alemanha e à Áustria. Foi apenas a partir da década de 80 que a mesma se propagou para outros países.

2004

No Brasil, o uso da ozonioterapia ganhou maior visibilidade a partir de 2004, quando foi realizado em Santo André, no ABC paulista, a Primeira Conferência Internacional sobre Uso Medicinal do Ozônio. No ano de 2006, especialistas do mundo inteiro realizaram o primeiro Congresso Internacional de Ozonioterapia na cidade de Belo Horizonte.

1856

Embora esta prática exista a mais de 100 anos, ela é pouco difundida no Brasil. A descoberta do uso médico do ozônio data de 1840, sendo que o primeiro a utilizá-lo foi Werner Von Siemens, responsável pela concepção do primeiro tubo de indução para a destruição de agentes patogênicos no ano de 1857.

1918

A Ozonioterapia foi desenvolvida na Alemanha na Primeira Guerra Mundial (1914-1918), na qual foi aplicada para limpar feridas dos soldados, já que o ozônio combate a atuação de bactérias, fungos e germes.