Confira qual é a abordagem de soroterapia mais usual para cada caso.

A soroterapia tem ganhado cada vez mais adeptos devido às diversas vantagens apresentadas pelo tratamento, como a rápida e efetiva resposta do organismo, maior concentração sanguínea, independência em relação a problemas gastro-intestinais e ausência de efeitos colaterais relacionados ao aparelho digestivo.

Ainda assim, muitas pessoas ainda possuem dúvidas sobre como é realizada a soroterapia para tratar o seu quadro. Por isso, separamos alguns dos procedimentos mais usuais para as enfermidades mais comuns, confira abaixo:

Soroterapia para insuficiências metabólicas e nutricionais

Uma das indicações mais recorrentes, o tratamento de insuficiências metabólicas e nutricionais costuma ser realizado com aplicações de nutrientes, minerais, hormônios e vitaminas, dependendo da deficiência específica de cada paciente, através de aplicações venosas.

Ainda assim, dependendo de cada quadro, aplicações musculares não são descartadas, já que esse método oferece uma absorção regular e de modo mais lento, o que pode ser benéfico em alguns casos.

Soroterapia para doenças degenerativas e dores crônicas

Enfermidade relacionadas a doenças degenerativas, como osteoporose, artrose, fibromialgia, fadiga crônica, doenças reumáticas e demais dores crônicas também são tratáveis através da soroterapia, no entanto, existem protocolos de tratamento específicos para cada caso e quadro do paciente.

Por exemplo, existem pacientes que necessitam apenas de medicamentos por meio das aplicações venosas, no entanto, outros apresentam a necessidade de administrações de compostos e anestésicos musculares e articulares, para alívio e tratamento local da enfermidade, enquanto outros casos respondem melhor à terapia com aplicações cutâneas, pois a absorção mais lenta e ao longo do dia também é eficiente.

É comum nestes quadros que a soroterapia seja complementar a outro tratamento convencional do paciente, que recorre a uma solução mais rápida e assertiva apenas em quadros de complicações ou limitações, garantindo uma resposta mais rápida do organismo.

É importante salientar que apenas uma pesquisa em um site de busca pelo termo “soroterapia indicação” não é o suficiente para que você opte pela abordagem como tratamento. Todo planejamento terapêutico deve ser elaborado conforme as necessidades de cada paciente, considerando uma série de questões, avaliação e resposta do organismo.

A soroterapia é um tratamento de saúde, por isso deve ser prescrito por um médico após uma avaliação individual do caso. Ainda que possa ser realizada fora do ambiente hospitalar, a soroterapia é um procedimento invasivo, por isso, mesmo que em uma clínica ou SPA, a terapia deve ser realizada e acompanhada por um profissional apto para tal, como um médico ou enfermeiro.

Agora que você compreende um pouco mais sobre a abordagem da soroterapia para os principais casos, agende a sua consulta na Dr.Ozônio, realize uma avaliação terapêutica, esclareça todas as suas dúvidas e inicie o seu tratamento.

A Dr. Ozônio é uma clínica de terapias integrativas e complementares referenciada, pois se trata da única que dispõe da liberação da vigilância sanitária do município de São Paulo para realizar a terapia com ozônio, que pode ser associada a outras abordagens como soroterapia, acupuntura e hidrocolonterapia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *