Telefone: (11) 2295-9931 | (11) 9 5726-6578 End: R. Gonçalves Crespo, 226 (Próx. Metrô Tatuapé) | End: R. Cerqueira Cesar, 466 (Próximo ao Hospital Next Santo Amaro)
Ozônio, Ozônioterapia, Saúde em Geral

Como o Ozônio ajuda na purificação do ar

Você conhece a relação entre ozônio ‌e‌ ‌purificação‌ ‌do‌ ‌ar? Além de a técnica ser um importante método preventivo e até de tratamento contra disfunções do sistema imune, como já mencionamos aqui no blog, ela também pode ser empregada para purificar o ar que respiramos.

Levando em consideração que, diariamente, nosso organismo é atingido pela poluição, vírus, bactérias, fungos e outros agentes nocivos presentes no ar, esse recurso destaca-se como um importante aliado para a manutenção da saúde.

A seguir, saiba mais sobre a importância de purificar o ambiente em que respiramos e também como a junção entre ozônio e purificação do ar é aplicada nesse sentido. Boa leitura!

Por que é importante purificar o ar que respiramos?

Quando pensamos na qualidade do ar respirado por nós e nossa família, geralmente só levamos em consideração os riscos gerados pela poluição dos ambientes externos.

A verdade, porém, é que passamos mais de 80% do nosso tempo em locais fechados, onde o ar também é impuro, seja em casa ou no trabalho.

De acordo com estimativas levantadas pelo blog Megaclima, em apenas um metro cúbico de espaço confinado, existem mais de 20 milhões de partículas no ar, um número 20 vezes maior do que nos ambientes externos.

Se na rua a poluição se dispersa com o vento, em nossas casas o acúmulo de poeiras, bactérias, mofo, fungos, restos de insetos, pelos de animais, entre outros agentes nocivos é mais concentrado.

Levando em consideração que, para obter o oxigênio necessário para a manutenção do organismo, um ser humano inala 12.000 litros diários de ar, é evidente que a presença dessas partículas e substâncias representa um risco para a nossa saúde.

De problemas respiratórios amenos até graves quadros de infecção, muitas são as patologias e disfunções de saúde que podem ser adquiridas através da respiração.

A boa notícia é que existem meios de melhorar a qualidade do ar que inalamos e garantir mais segurança e saúde dentro dos ambientes em que vivemos. No próximo item, saiba mais sobre o método que une o ozônio e purificação do ar.

Qual a relação entre ozônio e purificação do ar?

Entre as diversas técnicas e recursos oferecidos na área de ozônio, o ozonizador purificador de ar se destaca por ser uma opção prática de garantir mais segurança em ambientes residenciais e comerciais.

Sua função é gerar uma quantidade específica de ozônio e liberá-la no ambiente, fazendo com que o ar seja purificado e sanitizado.

A função do aparelho, além de liberar ozônio, que é um gás natural, seguro, livre de efeitos colaterais e com poderoso efeito antimicrobiano, é gerar íons negativos, tudo sem o auxílio de qualquer aditivo químico.

Com apenas 30 minutos de funcionamento, o aparelho libera ozônio suficiente para reduzir drasticamente o número de bactérias, micróbios e outros agentes infectantes, além de eliminar as demais impurezas.

Os efeitos dos íons negativos, por sua vez, já são reconhecidos na comunidade científica por favorecer o sistema nervoso e melhorar significativamente a resposta imune no organismo humano.

Entre os benefícios diretos percebidos em nosso cotidiano, o ar purificado com ozônio previne e alivia doenças alérgicas e pulmonares, contribui para a diminuição de dores e, como consequência, melhora o humor e evita o estresse.

Além disso, a presença os íons negativos no ar torna as membranas das células mais resistentes contra diversos tipos de patologias, prolongando a atividade celular de 30% a 50%, como aponta o blog Ecotelhado.

Para se ter uma ideia, o aumento da longevidade das células é capaz de favorecer de 15% a 20% a expectativa de vida dos indivíduos!

Ficou interessado no ozônio como técnica para purificar o ar? Então continue acompanhando as novidades do blog para saber tudo sobre o assunto e entre em contato com a Clínica Dr. Ozônio para tirar todas as suas dúvidas.

Previous ArticleNext Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *