Telefone: (11) 2295-9931 | (11) 9 5726-6578 End: R. Gonçalves Crespo, 226 (Próx. Metrô Tatuapé) | End: R. Cerqueira Cesar, 466 (Próximo ao Hospital Next Santo Amaro)
Destoxificação, Ozônio, Ozônioterapia, Saúde em Geral

Como tratar problemas digestivos com a destoxificação?

Muitos se perguntam sobre como tratar problemas digestivos, afinal, eles representam uma condição cada vez mais comum entre a população, capaz de gerar sérias consequências para a saúde.

A grande fonte desse tipo de patologia são as toxinas com que temos contato diariamente, seja através do ar, da alimentação ou por meio do próprio ambiente!

Entenda melhor, a seguir, como esses químicos tóxicos afetam o sistema digestivo, quais as suas principais consequências e como tratá-las através da destoxificação. Boa leitura!

Qual o papel das toxinas nos problemas digestivos?

O estilo de vida moderno faz com que nosso corpo seja exposto a uma quantidade cada vez maior de compostos químicos capazes de afetar a saúde do organismo.

Muitas podem ser as fontes de intoxicação, desde o contato com itens como produtos de limpeza, cosméticos, entre outros químicos presentes em nosso cotidiano, ou ainda alimentos infectados por agrotóxicos e a poluição do ar.

Até mesmo as frutas e vegetais que comemos representam riscos, já que o plantio convencional utiliza-se de inúmeros pesticidas que também desempenham um efeito nocivo no corpo humano.

Normalmente, o próprio organismo é capaz de eliminar os agentes químicos que lhe provocam danos. O problema é que, com o passar do tempo, e por conta do excesso de toxinas a que somos expostos, esses compostos podem acabar se acumulando.

Entre os diversos efeitos adversos desse acúmulo, um dos mais graves é que o sistema digestivo para de funcionar adequadamente, causando consequências como ganho excessivo de peso, obesidade e outros problemas associados.

Quais as principais consequências desses problemas?

Ao sobrecarregar-se de toxinas e deixar de funcionar corretamente, o sistema digestivo faz com que o fígado também se sobrecarregue.

Com isso, esses compostos ficam ainda mais tempo no organismo, acumulando-se em um grau em que os sistemas naturais de defesa não são capazes de suportar.

A consequência é uma diminuição significativa nos processos metabólicos, que gera quadros como:

  • Intestino solto;
  • Perda de apetite;
  • Diarreia;
  • Vômitos;
  • Alergias;
  • Irritações na pele;
  • Inchaço;
  • Azia;
  • Inflamações crônicas;
  • Náuseas;
  • Inchaço;
  • Excesso de fadiga;
  • Bolsas sob os olhos;
  • Dores abdominais;
  • Prisão de ventre;
  • Confusão mental;
  • Ganho de peso;
  • Gases;
  • Problemas menstruais.

A única forma de evitar essas consequências é reduzir as fontes de intoxicação e remover os compostos tóxicos acumulados no corpo.

Para isso, existem programas de destoxificação, que consistem no uso de suplementos naturais capazes de auxiliar os órgãos e as células a expelir naturalmente os químicos presentes no organismo.

Saiba mais como tratar problemas digestivos através dessa técnica!

Como tratar problemas digestivos através da destoxificação?

Os programas de destoxificação são desenvolvidos de maneira individualizada, a fim de sanar as demandas específicas de cada pacientes.

Ao aderir corretamente ao programa de suplementação indicado por um especialista na área, podem ser obtidos inúmeros benefícios ligados à recuperação do sistema digestório, como:

  • Aumento do vigor físico e mental;
  • Ganho de disposição e energia;
  • Limpeza orgânica do sistema digestório;
  • Melhoria das funções intestinais;
  • Redução da gordura no fígado;
  • Emagrecimento;
  • Redução ou eliminação de toxinas;
  • Diminuição de dores;
  • Melhoria significativa de imunidade.

Você já sabia como tratar problemas digestivos através da destoxificação? Quer iniciar o seu tratamento com quem é referência na área? Entre em contato com a Clínica Dr. Ozônio e agende sua consulta!

Não deixe de acompanhar também as novidades do blog Saúde com Ozônio para ficar por dentro de tudo sobre o assunto.

Previous ArticleNext Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *