Telefone: (11) 2295-9931 | (11) 9 5726-6578 End: R. Gonçalves Crespo, 226 (Próx. Metrô Tatuapé) | End: R. Cerqueira Cesar, 466 (Próximo ao Hospital Next Santo Amaro)
Ozônio, Ozônioterapia, Saúde em Geral

Terapia com ozônio como aliada no tratamento para manchas na pele

Garantir um bom tratamento para manchas na pele é uma questão que pode variar de acordo com cada indivíduo. Afinal, trata-se de uma condição extremamente ampla, que pode ter inúmeras causas e níveis de gravidade.

O único método que pode ser empregado contra praticamente qualquer tipo de mancha é a ozonioterapia. Desde aquelas inofensivas, apenas para finalidades estéticas, até aquelas que representam maiores riscos para a saúde.

A seguir, saiba mais sobre os tipos de manchas que podem afetar a pele e descubra o que torna o tratamento com ozônio indicado para o combate da grande maioria delas. Boa leitura!

Quais as origens das manchas na pele?

Ao perceber alguma mancha na pele, é preciso manter-se atento às suas características e eventuais mudanças, já que questões como tamanho, aspecto e, principalmente, a cor dizem muito sobre sua origem.

Como em qualquer condição de saúde, sob qualquer suspeita ou incômodo, é imprescindível procurar um médico para realizar o diagnóstico.

Antes disso, porém, o paciente pode realizar o auto acompanhamento da situação, podendo ter uma ideia sobre a causa da mancha, sua possível gravidade e informações suficientes para orientar o profissional da saúde em uma eventual consulta.

Veja quais são os principais tipos de manchas na pele com base nas cores com que elas se manifestam:

Manchas roxas

As mais comuns são provocadas por hematomas, principalmente em pessoas com fragilidade capilar. O consumo de vitamina C contribui para que diminuam;

Púrpura senil, que caracteriza as pequenas manchas roxas que aparecem naturalmente nos braços de idosos.

Manchas vermelhas

Normalmente são os angiomas rubi, que aparecem espontaneamente na pele e sangram quando coçadas. Seu aspecto é parecido com um novelo de lã e a necessidade de sua retirada é apenas estética.

Manchas pretas

Podem ser simples pintas benignas. Elas, porém, não podem mudar de forma ou tamanho, por isso é preciso manter-se atento para qualquer alteração;

Pintas que aparecem com o passar do tempo, com aspecto mais áspero, principalmente em áreas de dobra, são conhecidas como queratoses seborreicas escuras. Sua manifestação é benigna na grande maioria dos casos;

Manchas escuras também podem indicar a presença de melanoma, uma das manifestações mais graves do câncer. Esse tipo de lesão é sólida, irregular, escura e geralmente tem mais de uma tonalidade.

Manchas marrons

Geralmente confundida com a púrpura senil, a melanose é provocada por excesso de exposição solar. Meramente estético, o problema pode ser facilmente tratado por meio de laser;

As manchas marrons também podem ser causadas por melasma, que surge por fatores genéticos, hormonais ou também pelo sol. Suas causas mais comuns incluem o uso de anticoncepcional e a gravidez. Para evitar evolução do quadro, deve-se evitar lugares quentes e utilizar protetor solar acima de 50 FPS duas vezes ao dia;

A popular mancha de limão também é marrom. Ao contrário da melanose, ela sai depois de um tempo. Por ser um tipo de queimadura, também exige cuidados com protetor solar para que não se agrave.

Manchas brancas

Pode indicar a presença de vitiligo, uma doença autoimune genética que geralmente se manifesta por conta de alterações emocionais;

O popular pano branco também é uma fonte comum de manchas brancas. Provocado por um fungo, seu surgimento é mais comum em pessoas de pele oleosa;

Sardas brancas também podem surgir espontaneamente por conta da idade, geralmente depois dos 40 anos.

Como é o tratamento para manchas na pele com ozonioterapia?

Na ozonioterapia, o Ozônio Medicinal é aplicado no organismo do paciente, de acordo com as necessidades específicas de seu tratamento. A biomolécula é segura, livre de efeitos colaterais e desempenha uma poderosa ação oxidante.

Entre os efeitos que contribuem em sua eficiência no tratamento para manchas na pele, estão:

  • Favorecimento da regeneração de tecidos por meio da liberação de fatores de crescimento;
  • Regulação natural do metabolismo;
  • Otimização da liberação de oxigênio nos tecidos;
  • Melhoria significativa da circulação;
  • Poderoso efeito lipolítico;
  • Modulação do sistema imunológico;
  • Remoção dos radicais livres;
  • Estímulo à síntese de enzimas antioxidantes;
  • Efeito bactericida, virucida e fungicida;
  • Melhoria significativa da drenagem linfática.

Juntos ou não, todos esses efeitos fazem com que a Ozonioterapia seja eficiente contra as mais diversas condições que provocam manchas na pele. Sejam elas infecciosas, ocasionadas por queimaduras, problemas de circulação, imunodeficiências, lesões em geral ou idade.

Ficou interessado no tratamento para manchas na pele com ozônio? Então acesse o site do Dr. Ozônio e agende a sua consulta com quem é referência na área em todo o Brasil!

Acompanhe o blog Saúde com Ozônio para não perder nenhuma novidade sobre ozonioterapia.

Previous ArticleNext Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *