Telefone: (11) 2295-9931 | (11) 9 5726-6578 End: R. Gonçalves Crespo, 226 (Próx. Metrô Tatuapé) | End: R. Cerqueira Cesar, 466 (Próximo ao Hospital Next Santo Amaro)
Câncer, Ozônioterapia

Entenda mais sobre câncer de cólon na série as 20 mais

Você já parou para refletir sobre como o seu estilo de vida afeta sua saúde? Alimentação, sedentarismo e outros hábitos influenciam diretamente no seu bem-estar. Por isso, desenvolvemos uma série de conteúdos sobre as 20 doenças que mais matam no Brasil.

Mas o conteúdo de hoje vai abordar o câncer de cólon, um dos mais incidentes no mundo. No Brasil, ele atinge mais de 30 mil pessoas e é responsável por mais de 15 mil vítimas por ano. Um dos motivos do aumento da incidência do câncer de cólon tem correlação com a nossa alimentação. Quer saber mais sobre a doença? Continue a leitura!

O que é Câncer de Cólon?

Esse tipo de câncer ocorre no intestino grosso ou no reto, a maioria começa com pólipos, que são lesões do tecido interno do intestino grosso. A maioria das lesões começa pelo reto, mas podem ser encontrados em outros locais.

Principais causas da doença

O câncer de cólon pode ocorrer por diversos fatores, conheça os principais:

  • Má alimentação: dieta com poucas fibras e muita gordura;
  • Idade: a incidência da doença em pessoas acima de 50 anos é maior, a correlação pode estar no fato de que esses indivíduos estão exposto a mais tempo aos fatores de risco;
  • Diabetes e obesidade;
  • Tabagismo e alcoolismo: pessoas que ingerem álcool com certa frequência e em quantidades estão propensas a desenvolver esse tipo de doença. No tabagismo a questão é similar, às substâncias do cigarro podem afetar as células do intestino;
  • Síndromes Genéticas, como a polipose adenomatosa familiar: é uma doença hereditária que se caracteriza pela presença de mais de 100 pólipos no intestino grosso ou reto. Neste caso, a doença se desenvolve diretamente em um tumor. Neste caso, todos os familiares devem realizar a colonoscopia para diagnosticar e prevenir;
  • Doenças inflamatória intestinal: essa doença está ligada ao câncer de cólon, é autoimune e agride a mucosa colorretal. Com o tempo, a lesão evolui para maligna, dando origem ao câncer.
  • Quais são os possíveis tratamentos?

    Dependendo do tamanho e gravidade da doença, a cirurgia é uma das recomendações. Mas em casos um pouco avançados, são cogitadas terapias complementares, como a ozonioterapia.

    Essa prática é muito benéfica porque o ozônio, quando entra em contato com o organismo, emite uma série de mensagens para o corpo e reage com compostos orgânicos, ajudando em funções necessárias que ficam debilitadas por conta do câncer.

    No caso de tumor, a ozonioterapia é fundamental para a oxigenação dos tecidos, uma das funções que fica debilitadas em pacientes com a câncer. Isso estimula a circulação, pois esse tratamento é feito através da auto-hemoterapia ozonizada, que faz com que o sangue seja retirado do paciente, oxigenado e devolvido ao corpo.

    Outro benefício é que a ozonoterapia ajuda na ativação do sistema imunológico, ajuda a reduzir a fadiga dos pacientes, promovendo mais qualidade de vida e uma recuperação menos dolorosa neste tratamento.

    Para saber mais novidade sobre o tratamento através da Ozonioterapia acesso o blog da Saúde com Ozônio! Lá você também pode acompanhar os demais textos da série “as 20 mais”.

    Além disso, você pode entrar em contato direto com a nossa clínica através do telefone tel: (11) 4858-8000; ou whats app: (11) 95726-6578.

    Previous ArticleNext Article

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *