Telefone: (11) 2295-9931 | (11) 9 5726-6578 End: R. Gonçalves Crespo, 226 (Próx. Metrô Tatuapé) | End: R. Cerqueira Cesar, 466 (Próximo ao Hospital Next Santo Amaro)
DST, Ozônioterapia, Saúde em Geral

Vírus HIV tratado com a Ozonioterapia

Ficou para trás o tempo em que a AIDS era uma sentença de morte. Agora diversas alternativas podem ser usadas no tratamento do vírus HIV. Aplicada contra mais de 250 doenças, a ozonioterapia é um exemplo de tratamento que pode devolver saúde e qualidade de vida aos pacientes com vírus HIV.

A seguir, descubra os aspectos mais importantes sobre a patologia e saiba como o ozônio medicinal pode contribuir no tratamento do vírus HIV.

Saiba mais sobre o vírus HIV

Mesmo se tratando de um tema amplamente conhecido, a AIDS ainda é uma doença muito estigmatizada e capaz de atingir diferentes perfis de indivíduos. Antes de entender como a ozonioterapia pode contribuir no tratamento do vírus HIV, entenda as suas principais características!

Causas

A AIDS é provocada pelo vírus HIV, que pode permanecer silencioso no organismo por muitos anos até que os primeiros sintomas apareçam.

O invasor ataca diretamente as células responsáveis pela defesa do organismo, deixando o corpo vulnerável à ação de inúmeras doenças.

O HIV é fatal quando não é tratado, pois aumenta o risco de doenças sérias e ainda agrava consideravelmente condições que normalmente seriam irrelevantes, como um simples resfriado.

Formas de transmissão

As formas mais comuns de transmissão do vírus são o contato sexual ou a transfusão direta de sangue infectado.

Por mais que os padrões atuais de saúde evitem que o vírus se propague em procedimentos médicos equivocados, ações nocivas, como o compartilhamento de seringas, também são responsáveis por alguns casos de infecção.

Cuidados para evitar a doença

Para evitar a transmissão do HIV é preciso ter em mente que qualquer pessoa pode portar o vírus e que todos os tipos de sexo oferecem riscos nesse sentido. Por isso, é recomendado o uso de preservativo.

A contaminação sanguínea também pode ocorrer em tratamentos clínicos não regulamentados. Ao realizar qualquer procedimento com agulhas, é fundamental ter garantias da lisura do procedimento. O mesmo serve para as tatuagens. Se os materiais do tatuador estiverem infectados, também pode ocorrer a contaminação.

Descubra o papel da ozonioterapia no tratamento do vírus HIV

A poderosa ação da ozonioterapia é ideal para tratar diversos problemas relacionados à imunodeficiência e a sua utilização é amplamente recomendada como tratamento complementar para os soropositivos!

Capaz de agregar diversos benefícios para a saúde, a técnica é muito segura e pode auxiliar o tratamento do vírus HIV.

O ozônio medicinal é considerado um dos oxidantes mais poderosos da natureza. Por isso, seu contato com o organismo é feito de forma minuciosa e sempre por um profissional devidamente qualificado.

A concentração específica do gás provoca um leve estresse oxidativo nas células e ativa imediatamente a resposta das enzimas responsáveis pelo sistema imunológico, que passam a ser produzidas em maior quantidade a longo prazo.

Entre as vantagens que esse tipo de tratamento proporciona, destacam-se:

  • Melhora a capacidade circulatória e de oxigenação celular;
  • Fortalece o sistema imunológico;
  • Diminui a atividade viral no organismo;
  • Traz mais disposição e energia para o corpo;
  • Garante mais eficiência aos tratamentos convencionais.
  • Ainda que a eficiência da ozonioterapia seja amplamente comprovada em diversos países ao redor do mundo, é importante ressaltar que ela não deve substituir nenhum tratamento do vírus HIV, pois seu potencial é complementar.

    Continue acompanhando os benefícios do ozônio

    Gostou de conhecer mais essa aplicação incrível da ozonioterapia? Quer ficar por dentro de todos os detalhes do assunto?

    Então, cadastre-se em nosso blog para saber mais sobre o ozônio no tratamento do vírus HIV e diversas outras doenças!

    Previous ArticleNext Article

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *