A giardíase é uma doença provocada pelo parasita Giardia Lamblia, que se encontra em lagos, piscinas, sistemas de abastecimento e demais reservatórios de água. Ele se aloja no intestino delgado ou no trato biliar do paciente e, quando não é eliminado pelo corpo, causa uma série de problemas e desconfortos que precisam ser tratados para não comprometer as demais funções organismo.

Transmitida através de cistos presentes em fezes contaminadas, a Giárdia ainda pode ser adquirida através de alimentos mal lavados ou no contato com outras pessoas, por isso, a prevenção é importante.

A ozonioterapia, por ser considerada uma das formas mais eficientes de tratar agentes invasores e ativar o sistema imunológico, também é indicada no combate deste tipo de problema!

As propriedades milagrosas do ozônio medicinal, inclusive, podem transformar a forma com que diversos tratamentos são realizados, a exemplo dos avanços que já foram obtidos ao redor do mundo.

Saiba mais sobre como ocorre a Giardíase

Na maior parte dos casos, a Giárdia Lamblia é assintomática e eliminada normalmente pelas fezes. Quando ela permanece, alguns sintomas clássicos começam a se manifestar. São eles:

  • Diarreia;
  • Náuseas, cólicas e inchaço abdominal;
  • Eructações desagradáveis;
  • Perda de peso;
  • Cansaço excessivo.

A transmissão se dá através dos cistos do parasita, que se alojam nas fezes e podem acabar se espalhando na água e até infectando alimentos. Sendo assim, os principais grupos de risco são:

  • Pessoas sem saneamento básico;
  • Quem pratica sexo anal sem preservativos;
  • Crianças muito novas, famílias com bebês ou cuidadores;
  • Consumidores de alimentos não regularizados e mal higienizados.

Após o diagnóstico da Giardíase, que é feito através de exames laboratoriais, o tratamento mais comum é realizado através de antibióticos, responsáveis por expulsar o invasor, e com medicamentos paliativos para os sintomas.

Como a Ozonioterapia auxilia o tratamento?

É fato que mesmo doenças relativamente comuns e de rotina médica bem definida, a exemplo da Giardíase, podem ser tratadas com mais eficiência através de técnicas complementares como a ozonioterapia.

A aplicação através de insuflação retal, por exemplo, é capaz de eliminar completamente a ação dos patógenos e restabelecer as funções do próprio organismo para fortalecer a imunidade do paciente.

Entre as características que tornam a ozonioterapia excelente para o combate de invasores como a Giárdia, estão:

  • Efeito imediato e rápido em todo o corpo;
  • Melhora das atividades metabólicas e criação de anticorpos;
  • Capacidade antimicrobiana, que elimina totalmente o invasor;
  • Restauração das paredes e da flora do cólon;
  • Procedimento minimamente invasivo e indolor.

Além de ser mais acessível e capaz de acelerar os tratamentos tradicionais, a técnica ainda é fundamental para diminuir o uso de inúmeros tipos de medicamentos e, consequentemente, a incidência de seus efeitos colaterais.

O ozônio medicinal praticamente não possui contraindicações e a sua utilização, que em breve deixará de ser tão restrita no Brasil, pode representar uma verdadeira revolução na qualidade de vida de inúmeros pacientes!

Conheça outras formas de promover saúde com ozônio!

Mais que as aplicações médicas, que podem ocorrer de diversas maneiras além da insuflação, o ozônio ainda está presente no tratamento de água, ambientes e alimentos!

Este tipo de aplicação é um excelente exemplo sobre a eficiência do gás contra agentes parasitas e sua crescente utilização nos mais diversos segmentos de saúde e saneamento!

Como ele é mais potente que o cloro no combate de agentes como a própria Giárdia, sua utilização já se estende ao tratamento de piscinas, efluentes, sistemas de abastecimento, ambientes e uniformes hospitalares, entre outros.

Não é apenas a giardíase e as demais doenças provocadas por parasitas que podem ser tratadas com o Ozônio Medicinal, mas sim uma relação de mais de 250 problemas de saúde diferentes!

Gostou do nosso conteúdo? Então deixe o seu comentário e continue acompanhando o blog Saúde com Ozônio para saber tudo sobre Ozonioterapia!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *